Bem-Vindo(a) ao Saikai!
Registre-se para ter acesso a todos os fóruns do RPG e poder interagir com os players. Usuários também podem criar fichas e iniciar seu personagem na história.
Login Registrar-se

[PATCH 1.3]


Formação de Times, clique Aqui.

VIP's Saikai mantenha-se informado da nova novidade, Aqui!

Entre no nosso grupo do Discord Clicando aqui! Não deixem de ler as Regras antes de começar!
Se inscreva no 1º Exame de Graduação Chunin CS

Quer contar sua história? Conte-a Aqui!

Já se informou de todo o sistema? Que tal começar a criar sua Ficha?

Registre o seu personagem para que ninguém use uma réplica igual de sua aparência, em Registro Photo Player.






Foto

[Normal - D] Uma médica fria - Nana



  • Por favor, inicie sesión para responder

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

#1
Fuera de línea
em Qui Fev 08, 2018 2:41 pm


avatar


Uma médica fria
Tipo de Missão: Normal
Rank: D
Integrantes: Nana
Vila: Midorigakure
Recompensa: Normal D - 30 XP, 300 Ryous
Rolamento de Aparição: Sim
Narração: Com Narração
Objetivo: Nana chegaria tranquila como deveria estar ao hospital, não lhe era esperado que nada de mal ocorresse dentro de um recinto como aquele, certo? Errado! Um fanático que perseguia uma mulher que estaria internada ali teria feito uma enfermeira de refém quando chegara ali alegando querer encontrar sua amada, era possível notar sinais de agressão na mesma que estaria dominada por trás e sendo ameaçada por uma espécie de bisturi que o homem balançava para um lado e para o outro fazendo suas exigências.

Código:
[quote][b]Uma médica fria[/b]
[b]Tipo de Missão:[/b] Normal
[b]Rank:[/b] D
[b]Integrantes:[/b] Nana
[b]Vila:[/b] Akagakure
[b]Recompensa:[/b] Normal D - 30 XP, 300 Ryous
[b]Rolamento de Aparição:[/b] Sim
[b]Narração:[/b] Com Narração
[b]Objetivo:[/b] Nana chegaria tranquila como deveria estar ao hospital, não lhe era esperado que nada de mal ocorresse dentro de um recinto como aquele, certo? Errado! Um fanático que perseguia uma mulher que estaria internada ali teria feito uma enfermeira de refém quando chegara ali alegando querer encontrar sua amada, era possível notar sinais de agressão na mesma que estaria dominada por trás e sendo ameaçada por uma espécie de bisturi que o homem balançava para um lado e para o outro fazendo suas exigências.[/quote]

Ver perfil do usuário

#2
Fuera de línea
em Qui Fev 08, 2018 2:42 pm


avatar

Admin

O membro 'Wa_Shiranai' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'Aparição' :

Resultado :

Ver perfil do usuário http://saikaireborn.forumeiros.com

#3
Fuera de línea
em Qui Fev 08, 2018 3:41 pm


avatar





O cenário imposto naquele fatídico dia havia surpreendido Mephius. Consciente da 'agitação' Nana até o momento não imaginava que um dos únicos locais no qual ela podia aliviar o estresse de sua máscara havia sido corrompido. Não, ela não estava considerando o hospital um ponto natural para ela, era mais como uma necessidade, cheiro de éter e de pesados produtos químicos, isso sim a deixava úmida.

Seus olhos perscrutam a cena demonstrando a mais fria e apática expressão, deveria intervir, mas ela sentia que aquilo não deveria ser seu problema. Diminuindo seus passos em direção de uma de suas cobaias que estariam no final daquele corredor, ela olhar para o homem friamente, sendo assim proferiu com extrema sinceridade.


— Desconheço a mulher que procura, mas deve compreender que ao ferir um membro da equipe médica.. As chances de retaliação contra sua companheira neste hospital são reais, pois como sabe. Aqui não á caridade. —


Olho por olho e dente por dente, assim que o homem causasse dano á uma de suas funcionárias ela experimentaria aproveitar de sua companheira. Claro, tudo poderia mudar dependendo de quem ela fosse, mas cedo ou tarde ele ou ela pagaria por tal ato.

Focada no rapaz. Ela ainda demostrava uma postura altiva e arrogante, talvez fosse uma questão á ser trabalhada, talvez ela compreendia que com sua diversas conquista era um 'génio' no qual detestava ser corrigida, mas de fato ela não queria um diálogo, muito menos aconselhar o Stalker á se arrepender, pois para ela desde que não fosse ela, estaria bem com isso..

— Espero que entenda aonde está. — Concluiu por fim já fazendo menção de seguir seu caminho.

Nana

HP: 55/55 CH: 86/86 ST: 47/47

Ver perfil do usuário

#4
Fuera de línea
em Qui Fev 08, 2018 9:25 pm


avatar


Nana não seria do tipo que importa-se com a vida dos demais, mesmo que seu cargo possa vir atribuído a tarefas de resgate e salvamento. Ainda assim, teria bons argumentos e um pensamento lógico e por intervir, tinha os olhos em si e no homem como quem ditava os passos daquela negociação.

Observando, seria notável que o homem estremeceria, com olhos confusos e suas pupilas dilatadas estremecendo, alguns sinais claros de que o mesmo estaria sobre efeito de alguma substância aquele ponto, seus cabelos castanhos despenteados e sua vestimenta em farrapos. A enfermeira não demonstraria desespero, na verdade, sua consciência divaga entre o local que estão e a perda de lucidez, com seus olhos fechando-se por vezes.

- Qu-quem você acha que é sua pirralha? Se encostar nela, eu acabo com você! Com todos vocês! - Dizia o homem que estaria completamente focado na garota a sua frente.

Personagens:


Hp:40/50-Chk30/30-Sta30/60


Hp:10/40-Chk30/60-Sta18/20

Ver perfil do usuário

#5
Fuera de línea
em Qui Fev 08, 2018 11:19 pm


avatar





Pela primeira vez ela pode notar a condição dos envolvidos, mas além disso a do rapaz não aparentava de ser alguém ‘limpo’. No entanto estava claro que ele havia compreendido bem a mensagem. Enquanto de certa forma se entretinha com a resposta do rapaz ela simplesmente esperou o melhor momento para executar uma técnica nada simples para seguir com sua rotina de pesquisas.

— Então ao menos compreende que a situação que você mesmo orquestrou irá afetar não apenas sua vida, mas também a de sua companheira. —
Estendendo as mão direita até seu cabelos, Nana considera se deveria realmente se libertar de sua máscara e continuar a pressionar o rapaz, enquanto ponderava ela acumulava uma quantia qualificativa de chakra em sua língua, era melhor terminar com isso antes que simplesmente desafiasse o rapaz a ferir a enfermeira, sim ela o faria. Respirando profundamente ela impõe sua ordem.

— Para a segurança de sua companheira solte o bisturi e se entregue pacificamente, apenas assim você poderá se encontrar com ela. —

Dito isso ela segue em uma breve caminhada em direção de suas tarefas, sua convicção era sólida. Parou se virando para os demais funcionários que estavam observando a cena, para Nana eles pareciam hesitante.

— Se não houver ninguém disponível para tratar da enfermeira leve ela até mim. —

Continuou a caminhar.


Nana

HP: 55/55 CH: 56/86 ST: 47/47



Jutsu Nana:


Genjutsu da Palavra Pronunciada
Rank: A
Descrição: Trata-se um genjutsu muito forte que permite o usuário a colocar um oponente sob uma ilusão apenas por palavras e a fala. Enquanto encontra-se sob os efeitos do genjutsu, o alvo pode ser facilmente influenciado pela sua vontade e auto segurança. A ilusão não pode ser desfeita, ainda que a pessoa perceba que que o genjutsu está sob efeito, porém fortes conexões emocionais, como o amor, podem ajudar a dispersar a técnica.

Ver perfil do usuário

#6
Fuera de línea
em Dom Fev 11, 2018 7:36 am


avatar


- Es-está bem...

O garota tinha algo útil a seu favor, quando se interessava mostrava-se versada não somente na arte de iryo como também em genjutsu, aplicando um no homem que se convencia, soltando a arma e caindo em prantos a frente. Logo o mesmo era levado por guardas que chegavam ao local, agradecendo a jovem por interceder e no estado de pânico, realmente era a mesma que a responsabilidade de ajudar a mulher ferida caía.

Nenhum sangramento exposto estaria aparente, mas vários hematomas de impactos estavam sobre si, com ênfase em seu rosto e no pescoço onde fora agarrada para tornar-se refém, sua consciência também parecia ir e vir, apoiando-se quando solta com as costas contra uma parede sem equilíbrio para permanecer de pé.

- Me ajude...

Os olhos fundos fitavam os de Nana, com certa dificuldade, entre uma expressão de alivio e pânico, talvez, apenas traumatizada com o ocorrido, entretanto temente de alguma sequela dos ataques recebidos quando resistiu ao homem em primeira instância. Sensibilizaria-se Nana naquela circunstância? Certo era que a mesma já havia se disponibilizado para ajudá-la e devia agora ser responsável por seus atos.

Personagens:


Hp:40/50-Chk30/30-Sta30/60


Hp:8/40-Chk30/60-Sta18/20

Ver perfil do usuário

#7
Fuera de línea
Conteúdo patrocinado





Mensagem [Página 1 de 1]